Como fazer sabonetes decorados

A História do Perfume e sua evolução

A origem do perfume e dos aromas nasceu no Egito. Por volta de 2000 a.C., os primeiros clientes foram os faraós e os membros importantes da corte; logo, o uso do perfume se difundiu; trazendo um agradável toque de frescor ao clima quente e árido do Egito.

Foi na França, a partir do século XIV, onde se cultivavam flores, que ocorreu o grande desenvolvimento da perfumaria, permanecendo desde então como o centro europeu de pesquisas e comércio de perfumes. Atualmente as indústrias de essências e perfumes estão distribuídas por todo mundo e não estão apenas centralizadas na Europa.

No Brasil temos uma infinidade de essências que proporcionam uma aromatização extraordinária, que vem sendo difundida em todo mundo. Hoje qualquer pessoa pode fazer o seu próprio perfume, misturando essências de sua preferência ou procurando essências inspiradas em perfumes famosos – também conhecidos como contra tipos.

A formulação básica para fazer um bom perfume é de cinco partes de base para 1 parte de essência importada (de boa qualidade). O processo de maceração do perfume é fundamental – consiste em mantê-lo em um vidro âmbar por 10 dias, alternando um dia na geladeira e outro dia em temperatura ambiente, sempre longe da luz para que suas propriedades sejam preservadas. Depois desse período, o perfume estará pronto para uso e sua fixação poderá ultrapassar oito horas diárias.

Nos Sabonetes

Os sabonetes artesanais podem ter as mais diversas formas, tamanhos, cores e utilidades. Neste serão vistas algumas das técnicas artesanais de manufatura destes produtos. As técnicas estão dispostas no sistema passo-a-passo ilustradas para facilitar sua reprodução e as mais diversas formas de como fazer sabonete artesanal.

Nas técnicas expostas nessa apostila serão utilizados para cada quilo de massa:  30 ml de essência. (se a essência for muito concentrada pode ser um pouco menos e se for muito fraca pode ser um pouco mais)  30 ml de extrato glicólico. (no máximo 60 ml, no caso de usar mais de um extrato, a soma de todos não pode ultrapassar esse limite).  Corante a gosto. (procure não exagerar na quantidade de corantes para que o sabonete não tinja a pele do usuário). Materiais básicos:  Panela esmaltada para derreter a massa em banho-maria ou pote de plástico para derreter a massa no micro-ondas.  Panela maior para colocar a água do banho-maria. Micro-ondas ou fogão (fogareiro).  Colher de sopa.  Essências.  Extratos glicólicos.  Corantes  Tesoura.  Formas diversas.  Papel bolha.  Faca.

Para saber mais sobre a fabricação de sabonetes artesanais acesse: http://comofazersabonetes.com/